Galeria

[Notícia] Morre aos 92 anos, Howard H. Scott, um dos desenvolvedores do LP

Howard H. Scott, direita, com o compositor Aaron Copland em 1974. New York Times.

“Eles viveram de 1948 até 1978, quando o CD chegou. Agora eles estão voltando. Pequenas empresas estão emitindo-los. Eu ainda sou um fã do LP”. Howard H. Scott (*1920 – +2012)

Howard H. Scott foi um dos membros da equipe da Columbia Records que desenvolveu o histórico projeto de criação e introdução do Long Play no mercado fonográfico em 1948.

A Columbia no começo dos anos 40, iniciou um projeto, conduzido em segredo, em torno da produção de um novo formato que pudesse substituir os discos em 78rpm, considerados muito frágeis e que tinham duração aprox. de 4 min. em cada lado. Em 1946 o projeto estava quase pronto, mas a equipe precisava de alguém com formação musical, para ler as partituras orquestrais e auxiliar na transferência de gravações em  78rpms para a nova “mídia” que rodava em 331/3 rpm, com um tipo de vinil mais durável e que podia gravar em torno de 20 min. em cada face.

Na época Howard tinha 26 anos e havia sido dispensado do exército, e então conseguido um emprego na Columbia Masterworks sendo rapidamente incorporado ao projeto, era  o homem certo para o trabalho.

O processo era muito complicado na época pois os registros (orquestrados) eram dispersos em muitos discos 78rpm, o que tornou difícil a tarefa de juntar os “pedaços” em um só lado do Long Play. Assim as peças precisavam ser recosturadas para parecer um só disco. Esse trabalho era necessário pela não existência e uso das fitas magnéticas nas gravações mais antigas, com a introdução da fita magnética no inicio dos anos 40, esse trabalho já não foi mais necessário.

Após seu trabalho na Columbia, Howard trabalhou em produtoras como MGM, RCA e mais recentemente na década de 90 na SONY, trabalhando novamente na conversão dos discos de música clássica para o novo formato, o CD. Além disso trabalhou na carreira de produtor de música clássica com a New York Philharmonic, Glenn Gould, Isaac Stern e muitos outros grandes da música clássica no sec. XX.

Glenn Goud, David Oppenheim e Howard Scott – Mar de 1960 Fonte: Arquivo Glenn Goud

Howard morreu aos 92 anos, na cidade de Reading, Pensilvania, no dia 22 de setembro, de câncer. Em entrevista ao New York Times, de onde tiramos a notícia, em 1998 Howard Scott comentou sobre os discos de vinil “Eles viveram de 1948 até 1978, quando o CD chegou. Agora eles estão voltando. Pequenas empresas estão emitindo-los. Eu ainda sou um fã do LP “.

Rest in Peace Mr. Scott (*1920 – +2012)

Fonte: http://www.nytimes.com/2012/10/07/arts/music/howard-h-scott-a-developer-of-the-lp-dies-at-92.html?_r=0

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s